A VISÃO DO INFERNO: TESTEMUNHO VERÍDICO DE UM EX-ROQUEIRO!







“…E todo aquele que não foi achado inscrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo…”

APOCALIPSE 20:10-15

Nasci em Novembro do ano de 1979, no alto da Mooca, em São Paulo. Meus pais moravam em São Vicente – litoral paulista. Meus irmãos moravam também na mesma casa; ao todo, cinco pessoas compunham a minha família.



Meu pai era um grande fã das bandas de “ROCK N’ ROLL”. Nesta época ele possuía uma grande coleção de discos. Eu nasci no “BERÇO DO ROCK” e aprendi a gostar desse estilo musical ainda no ventre de minha querida mãe. Com o passar dos anos eu fui conhecendo outras bandas de rock.Cada vez mais meu pai comprava novos discos para ouvir em casa; pois, possuía uma boa aparelhagem de som, e também sabia construir suas próprias caixas amplificadas.Alguns discos eram “ESTRANHOS”, com desenhos de “MONSTROS”, “MORCEGO

S”, “MULHERES NUAS” e até mesmo “DEMÔNIOS”.

Lembro-me que certa feita eu me deitei para dormir após ter fumado meu último cigarro. Estava folheando algumas páginas da Bíblia e logo senti um profundo sono. Eu estava perturbado e completamente sem rumo na minha vida.


Naquela madrugada, SONHEI QUE EU ESTAVA DENTRO DE UM BAR; eu estava em pé, encostado no balcão e bebia ali algumas doses de bebida alcoólica. Naquele bar só havia duas pessoas: o dono do bar e eu. Eu falava um pouco da minha vida para aquele homem que me ouvia atentamente, porém, não podia fazer nada para me ajudar.

DE REPENTE, NUM PISCAR DE OLHOS, APROXIMAVA-SE DE NÓS UM HOMEM MONTADO NUM CAVALO. SEU CAVALO TINHA PERNAS ENORMES; COMO AS PERNAS DE UM CAMELO. Era um cavalo negro e totalmente estranho. Vi quando ele parou na porta daquele bar, e o seu cavaleiro inclinou-se para ver quem estava lá dentro. Nesse momento o dono do bar percebeu que aquele cavaleiro estranho me chamava para fora fazendo gestos e sinais com suas mãos.

E assim, o dono do bar agindo com muito medo me expulsou daquele bar e fechou as portas para mim. Eu fiquei durante muito tempo paralisado, em pé do lado de fora daquele bar, de frente para aquele cavaleiro que trajava um manto preto e com seu rosto envolto num capuz.
SOBRE SUAS COSTAS HAVIA UMA ENORME FOICE AFIADA. Ouvi quando ele me disse:
“VOCÊ VIVE A ME CHAMAR; CANTANDO AS MINHAS MÚSICAS…”.
Naquele momento eu fiquei totalmente sem ação. Então ele continuou a dizer:

“VOCÊ FALA DAS MINHAS MÚSICAS PARA OS SEUS AMIGOS? QUANDO VOCÊ LEVAVA OS MEUS DISCOS PARA OUVIR COM SEUS AMIGOS, VOCÊ ESTAVA ME CHAMANDO E CLAMANDO A MIM; POR ISSO EU VIM AO SEU ENCONTRO…”.

Naquele instante eu lhe perguntei: “Quem é você?”. E então ele me respondeu:

“Eu sou MARILYN MANSON…”.





Quando ele respondeu quem realmente ele era, percebi que nesse momento levava sua mão ao capuz e descobria o seu rosto esquelético.

 

Pude então notar que aquele cavaleiro estava sendo enviado pelo diabo, para trazer uma mensagem do inferno para mim. Logo me chamou para cumprir uma “ORDEM”; caso eu me negasse a cumpri-la, eu seria morto.
Aquele homem tinha uma imagem cadavérica. Sua semelhança era a de um cadáver, e queria me assustar. Era um cantor de rock satânico. Aquele cavaleiro me chamava para cumprir uma missão; cujo objetivo era:


“MATAR TODOS OS SEGUIDORES DE JESUS CRISTO QUE EU ENCONTRASSE PELO MEU CAMINHO”.


Imediatamente foi trazido à minha presença um cavalo preto e uma grande foice afiada.

 

No mesmo instante um profundo ódio entrou em meu coração transformando-me em um monstro. Já fora de mim, eu não me controlava mais, só me lembro que fui arrebatado de um lugar para outro na velocidade da luz.
Daquele cenário urbano onde havia um bar, fui levado para um grande deserto arenoso e sombrio. Lembro-me de ter dito a ele que não poderia matar os cristãos; pois, eu também tinha familiares cristãos.
MAS, AQUELE CAVALEIRO GRITOU COM GRANDE IRA E DISSE:
“NÃO FALE NO NOME NEM DO SANGUE DE JESUS CRISTO, POIS, NÓS SOMOS SATANISTAS E ODIAMOS JESUS E VAMOS ACABAR COM O CRISTIANISMO NESTA TERRA E DOMINAREMOS O MUNDO…”.
Então montei naquele cavalo negro, já vestido com uma capa preta e segurando uma enorme foice em minhas mãos; e DOMINADO POR UMA FORÇA SOBRENATURAL, SAÍ CHEIO DE ÓDIO AO ENCONTRO DOS CRISTÃOS PARA MATÁ-LOS. Ouvi como que um barulho de uma grande cavalaria se aproximando de mim.

Quando olhei para os lados vi milhares de cavaleiros vestidos todos com capas pretas e com foices nas mãos. Havia algumas montanhas naquele cenário escatológico, de onde desciam milhares de cavaleiros preparados para uma sangrenta batalha. Eles traziam um símbolo satânico estampado em suas costas, era um raio de cabeça para baixo, de cor vermelha. Todos eles exaltavam o nome de “ADOLF HITLER”.
E diziam que aquela guerra seria como a segunda guerra mundial. Eles desciam das montanhas com bandeiras nas mãos; todos prontos para o confronto entre “SATANISTAS x CRISTÃOS”. Nesses momentos de terror eu via muitos cristãos em desespero, fugindo daqueles cavaleiros, para salvarem suas vidas.

Muitas mulheres protegiam seus filhos; muitos pastores com suas Bíblias nas mãos clamavam em alta voz pedindo proteção ao Senhor Jesus.
LEMBRO-ME QUE EU COMECEI A MATAR A MUITOS HOMENS, MULHERES E CRIANÇAS NAQUELA GUERRA CRUEL.
Não tinha sentimento por ninguém ao meu redor; eu estava terrivelmente possuído pelos demônios que comandavam meu corpo e minha mente; levando-me a fazer aquelas atrocidades, sem misericórdia. Algo que jamais faria estando em sã consciência. Eis aí a razão porque existem tantos crimes bárbaros e cruéis em nossos dias; estes crimes são organizados por satanás, que veio para:
“MATAR, ROUBAR E DESTRUIR A HUMANIDADE” – João 10:10.
Naqueles instantes de verdadeiro terror, eu me convulsionava em minha cama, tentando acordar de qualquer jeito; mas, não conseguia. Por mais que eu tentasse, era inútil meu esforço. Ainda naquela guerra sangrenta; eu vi muitas pessoas mortas e jogadas pelo chão; e outras que ainda estavam agonizando com ferimentos graves pelo corpo.
Elas pediam socorro, mas, logo suas vozes silenciavam na morte. Eu pude sentir naqueles instantes de terror que o céu se tornou cinzento; e todos aqueles cavaleiros desapareceram de repente. Até mesmo o mentor daquela matança sumiu sem deixar rastros. Depois de muitos ataques contra aqueles inocentes cristãos, eu me encontrei só. Então queria fugir e pensei:
“PARA ONDE EU IREI?”.
“PORQUE EU MATEI TANTOS CRISTÃOS?”.
“COMO EU VOU RESPONDER POR ISSO?”
“O QUE EU VOU FALAR PARA DEUS?”
“AI DE MIM, CERTAMENTE EU VOU PARA O INFERNO”
Toda aquela correria havia acabado; e eu solitário, ali, em cima daquele cavalo pensando em escapar daquela situação. Com a foice na mão comecei a chorar amargamente; pensando nas vidas inocentes que eu havia assassinado.
E um grande sentimento de culpa invadiu meu coração. Fiquei desesperado, assustado e trêmulo naquele momento. Então eu comecei a gritar alto; cada vez mais forte, eu queria sair imediatamente daquela cena horrível e mórbida. Mas, algo importante estava para acontecer diante dos meus olhos.
Então fiquei dando voltas por aquele deserto arenoso; em cuja areia estava o sangue dos fiéis seguidores do SENHOR JESUS CRISTO. Eu estava ensangüentado e muito abatido. Fiquei abandonado completamente; então voltei ao meu estado normal de consciência, aquela legião de demônios já havia desincorporado de mim.
Assim pude perceber com detalhes as atrocidades que eu havia cometido, e um grande pavor se apoderou de mim. Em um dado momento; tudo se fez calmo, um profundo silêncio se apoderou daquele cenário grotesco. Olhei a minha volta, a minha direita, a minha esquerda, mas não via mais a ninguém.
Percebi que os corpos mortos eram levados para outro lugar; pois, foram desaparecendo à medida que uma forte luz cruzava a linha do horizonte e vinha se aproximando da minha direção.
Fiquei assustado; notei que eu já não podia me mover; pois aquela forte luz cada vez brilhava mais intensamente. Quando aquela luz se tornou ofuscante; percebi que um homem com compridas vestes brancas caminhava em minha direção.
Contemplei seu aspecto angelical, sublime, alvo como a neve, porém, sua face não pude ver, ela era como uma chama de fogo ardente. Ele se aproximou de mim e, levantando a sua mão para o céu, e disse-me com uma voz suave:
“JOVEM, EU TE CONHEÇO”…

Imediatamente senti minhas pernas grudarem no cavalo em que eu estava montado. Senti meu corpo amolecer; porém da cintura para baixo fiquei paralisado, perdi os movimentos das minhas pernas. A minha foice ensangüentada caiu no chão; senti meus lábios colarem um no outro; e assim já não havia mais boca em minha face.

 

Enquanto isso eu tentava me justificar diante daquele homem com lindas vestes brancas, cheio de uma luz diferente de todas as luzes naturais que já havia contemplado. ERA UMA LUZ OFUSCANTE, DIVINA, SOBRENATURAL, CELESTE. Meu corpo naquele momento entrava em convulsão e numa espécie de ‘TRANSE’ que não sei explicar.
Aquele homem, cuja face era uma chama de fogo me disse:
“JOVEM, POR QUE MATAS OS MEUS ESCOLHIDOS? POR QUE PERSEGUES SEM CAUSA OS INOCENTES?”
Neste momento senti que o meu fim havia chegado. Continuava a chorar, quando ele me disse:
“EU TENHO TE CHAMADO PARA PREGAR A MINHA PALAVRA, PORÉM, VOCÊ TEM SIDO REBELDE; AMANDO MAIS AOS ÍDOLOS DESTE MUNDO DO QUE A DEUS”…
QUERO TE DIZER QUE EU SEI QUE VOCÊ ME CONHECE, PORÉM NÃO ME OBEDECE. CUIDADO! EU ESTOU VOLTANDO PARA BUSCAR OS MEUS ESCOLHIDOS…
Neste momento senti meu coração desmanchar-se dentro de mim; e um amor profundo pela palavra de Deus e o evangelho nasceu em minha alma, transformando todo o meu ser. Eu chorava muito enquanto aquele homem continuava dizendo:
“MUITO EM BREVE EU VOLTAREI, AI DE TI SE NÃO ESTIVER FAZENDO PARTE DO MEU REBANHO. AGORA EU APAGO AS SUAS TRANSGRESSÕES E OS SEUS PECADOS E TE ENVIO PARA PREGAR AOS JOVENS QUE ESTÃO PRESOS PELO ROCK, ADORANDO A SATANÁS. VÁ E PREGUE A MINHA PALAVRA POR QUE O FIM ESTÁ PRÓXIMO. MAS, SE NÃO ME OBEDECER, VOCÊ IRÁ PARA O INFERNO ONDE OS VERMES NÃO MORREM E O FOGO NUNCA SE APAGA”. Marcos 9:44-46
Depois destas visões eu fiquei assustado e dobrei meus joelhos no chão entregando os meus passos ao Senhor Jesus, pois essa revelação me abalou muito.





CHEGUEI A QUEIMAR POR VÁRIAS VEZES MEUS CDS DE ROCK, MAS NADA ADIANTOU; EU COMPRAVA OUTROS NOVAMENTE.

PARA MIM ESTES DISCOS DE ROCK ERAM COMO SE FOSSE O MEU ALIMENTO, ME SENTIA UM DROGADO, APRISIONADO PELO ROCK.

EM 1996 O CANTOR “MARILYN MANSON” LANÇOU UM DISCO DIABÓLICO INTITULADO:
ANTICHRIST SUPERSTAR = ANTICRISTO A SUPER ESTRELA – 1996



** EU COMPREI ESTE DISCO; E ESCUTAVA-O VINTE E QUATRO HORAS POR DIA.

ESTE DISCO CONTÉM LETRAS SATÂNICAS QUE DESPREZAM A PESSOA DO NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO, TRAZENDO ESCRAVIDÃO ESPIRITUAL, DESTRUIÇÃO EMALDIÇÃO PARA NOSSAS VIDAS.

PORÉM, EU ESTAVA CEGO; SEM NENHUMA AFEIÇÃO POR AQUELE QUE MORREU NA CRUZ PARA NOS SALVAR.








** ÁLBUM DO CHRISTIAN DEATH:JESUS CRISTO INJETANDO DROGAS EM SUAS VEIAS!”

EU VI QUANDO AO MEU LADO AQUELE HOMEM APARECEU, SEGURANDO A MINHA MÃO ELE ME DISSE:

“Não tenha medo jovem!
Eu estou contigo, não se desespere!”




“O INFERNO É REAL”




“…EU SEMPRE DUVIDAVA DA EXISTÊNCIA DE UM LUGAR DE TORMENTO ETERNO, MAS DEPOIS DISSO TUDO QUE EU VI, NUNCA MAIS DUVIDEI QUE O INFERNO EXISTISSE E É TÃO REAL QUANTO NOSSAS VIDAS…”!


__________________

* …Eles desprezaram o amor de Jesus Cristo. Preferiram a Fama e as Drogas. Porém, morreram cedo, após levarem uma vida de tristezas e fracassos…











* …Eles desprezaram o amor de Jesus Cristo.


Porém, morreram cedo…*

__________________________________________________________


Esse post foi publicado em Vencendo em Nome de JESUS. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s