O Significado simbólico ocultista do filme "2012"

O filme-catástrofe “2012” apresenta a destruição quase total do planeta Terra, de acordo com as previsões feitas pelos antigos maias, há milhares de anos. Enquanto a maioria do filme é centrada em torno de explosões espetaculares e impressionantes efeitos especiais, “2012” também comunica mensagens e simbolismos sobre os planos da elite Illuminati para um mundo novo e a vinda da Era de Aquário. 

                        Atenção: spoilers principais à frente
 
Lançado em 2009, filme 2012 de Roland Emmerich joga com o medo e o pânico gerado pela “Profecia  Maia”. Cenário apocalítico do filme mostra em detalhes os piores temores de pessoas  sobre 2012: a destruição de tudo e a morte de todos … bem, quase todo mundo. Enquanto uma boa parte do filme de duas horas e meia é dedicada à destruição CGI de 2012 e contém muitas referências bíblicas, miológicas e históricas que dá à história um significado mais profundo subjacente. Além disso, uma mensagem específica do filme pode ser entendida pelo modo como a crise tem sido tratado no filme. Ela basicamente diz: “Se algo acontecer, os ricos e poderosos vão viver e o resto de vocês otários vão morrer”.
No artigo intitulado “Contágio”, ou como os filmes de desastres “educam” as massas, discutimos como os filmes de desastres são uma ferramenta importante que a doutrinaçãoapresenta e vende “respostas políticas” específicas a crises graves. Em 2012, a resposta política para o mega cataclisma que ameaça a Terra é bastante desconcertante: a elite mundial está informada sobre 2012 com alguns anos de antecedência, e secretamente planeja sua própria missão de resgate (mantendo as massas na obscuridade) e deixa o mundo para morrer, criando um mundo novo que só é povoado pela elite. Algumas pessoas ”comuns”  conseguem se infiltrar nos navios da elite. Aparentemente, a sua sobrevivência, junto com os ricos e poderosos do mundo, constitui um final feliz.
Quando eu terminei de assistir o filme, eu não estava exatamente me sentindo feliz por ter acabado de pagar alguns reais para assistir a um filme, basicamente, que prevê minha morte e a morte de todos que eu conheço, enquanto a elite embarca em navios gigantes para iniciar um novo mundo.  É um pouco insultante.
O filme prevê com precisão o que vai acontecer em 23 de dezembro de 2012? Provavelmente não (espero), mas eu acredito que o filme usa a tática do susto de 2012 para comunicar mensagens específicas para as massas sobre os planos da elite para uma Nova Ordem Mundial e a vinda da Era de Aquário. Vamos olhar para as cenas mais emblemáticas do filme.

As Preparações

O filme se passa em 2009 e começa com um acontecimento cósmico que desencadeia o cataclismo: Um alinhamento planetário.
   

O alinhamento dos corpos astronômicos provoca uma série de eventos que levam à destruição da Terra. Em um nível esotérico, o alinhamento dos corpos astrais é representante do alvorecer de uma nova era – o que alguns chamam de a Era de Aquário.

Na Terra, alguns cientistas descobrem que grandes erupções solares estão aumentando a temperatura do planeta . Adrian Helmsley, um geólogo americano, percebe que o fim do mundo está se aproximando rapidamente. Ele corre para Washington DC para informar ao mais alto nível de poder que devem ser tomadas medidas, mas acontece que a elite mundial não só está bem consciente do desastre iminente, mas estavam trabalhando secretamente durante nos em um plano de resgate. A elite estava tomando medidas para preservar as vidas daqueles que são considerados “dignos” e coletaram artefatos mais importantes da Terra para trazer para o novo mundo.
Nesta cena, a Mona Lisa no Louvre é falsa. A verdadeira pintura foi levada para o mundo  “pós-apocaliptico” .
 
As únicas pessoas que sabem sobre o plano de resgate de 2012 são as pessoas mais poderosas do mundoOs passaportes também foram vendidos a particulares. O preço? 1 bilhão de Euros por pessoa. Em outras palavras, não há maneira de uma pessoa normal sobreviver. E isso é tudo parte do plano.
Enquanto isso, como de costume, as massas são retratadas como um bando de idiotas, propensos ao pânico e a violência.
Como é o caso da maioria dos filmes de desastres, as massas são retratados como um “rebanho desnorteado” que não podem agir civilizadamente. Enquanto a elite está planejando sua fuga secreta do cataclisma de 2012, as massas são mostrados em tumultos durante uma reunião do G8. Ao vermos como as pessoas são retratadas em suas reações em tempos de crise, podemos ficar inclinados a pensar:Talvez a elite esteja fazendo a coisa certa ao esconder a verdade das massas …
 
Esta enorme conspiração contra o público não é um segredo hermético. Algumas figuras proeminentes descobrem a terrível verdade e tentam  alertar o público, mas são rapidamente silenciados.
Quando o diretor do Louvre descobriu os planos da elite, ele convocou uma coletiva de imprensa para revelar a verdade para o mundo inteiro. Em seguida, ele morre em um acidente “misterioso” acidente de carro, bem antes de fazer  seu pronunciamento.

 
Há fatos interessantes sobre o carro do “acidente” que matou o diretor do museu francês. Primeiro, afirma-se claramente no filme que o acidente ocorre no  mesmo túnel onde a princesa Diana perdeu a vida num estranho acidente de carro, o túnel da Pont de l’Alma.  Em meu artigo” A morte da princesa Diana e o Memorial: O significado oculto ” , eu expliquei o significado simbólico do túnel Ponte de l’Alma e como a morte de Lady Di tinha todos os sinais de um sacrifício ritual. A morte do diretor do museu no mesmo local exato pode ser forma do filme dizer que sua morte foi um sacrifício ritual pela elite. O filme também pode estar indiretamente dizendo: “Se a morte do Diretor do Museu dentro do túnel Pont de l’Alma foi um assassinato disfarçado de acidente, o que você acha que aconteceu com Lady Di?”.
Foi descoberto mais tarde que o diretor do museu não foi o único delator que “misteriosamente” perdeu a vida. Muitas outras pessoas que queriam  o bem-estar do público também morreram em circunstâncias estranhas durante os preparativos secretos da elite.

TeóricoS da conspiração dedicam uma parede inteira de recortes de notícias de pessoas que foram mortas pela elite. 

Toda as tomadas das decisões são feitas pela elite em reuniões secretas e isoladas, envolvendo apenas as pessoas  mais poderosas do mundo.


Enquanto isso, o público está inquieto, ao ponto das Olimpíadas de Londres serem suspensas. É o filme prever eventos vindouros?
Enquanto tudo isso está acontecendo, o governo chinês foi encarregado de construir os barcos gigantescos chamados “Arcas” que permitiria a elite sobreviver a 2012.

Adeus Atlântida

O herói do filme é Curtis Jackson, um pai divorciado normal, que descobre a verdade e tenta embarcar em uma das Arcas, a fim de sobreviver a 2012.
Jackson Curtis e seus filhos são informados pelo Exército dos EUA que eles devem deixar o parque nacional. Eles não dizem o por quê, porque ao público não é permitido saber sobre o desastre iminente 2012.
 
Jackson Curtis é um escritor não muito bem sucedido de um livro intitulado Despedida de Atlântida, que é muito simbólico no contexto do filme. Atlântida é o nome de um continente lendário que ficou submerso por um dilúvio maciço a milênios atrás. A lenda diz que a civilização altamente avançada que floresceu naquele continente desapareceu, mas alguns sobreviventes de Atlântida conseguiram navegar para lugares como Egito, América e Ásia, onde se tornaram grandes mestres para os nativos. Atlântida é de grande importância nos Mistérios da elite ocultista, pois acredita-se que o continente realmente existiu e foi a origem do conhecimento oculto do mundo. Os Atlantes que navegaram para terras longínquas, a fim escaparem do Grande Dilúvio, são considerados os professores dos conhecimentos esotéricos dos antigos egípcios, maias e possivelmente até os celtas. Escolas de mistério, muitas vezes afirmam que a história bíblica do Dilúvio é, de fato, a história do desaparecimento da Atlântida.Eles também afirmam que muitas outras culturas antigas têm histórias semelhantes dentro do seu folclore.
As Sociedades secretas de hoje percebem e referem-se a América como a “Nova Atlântida”, um país que foi fundado nosprincípios da Maçonaria e Sociedade Rosa-Cruz, os supostos descendentes dos Misteriosos atlantes.
Livro de Francis Bacon de 1605 “Nova Atlântida”, descreve uma sociedade ideal onde a ciência e a razão iriam governar, de acordo com os princípios da Maçonaria e Sociedade Rosa-Cruz.O livro é dito ser o projeto da fundação da América. Bacon é conhecido por escrever “Conhecimento é Poder”, algumas frases famosas que tem profunda ressonância no Rosacrucianismo e que está em lugar de destaque na Biblioteca do Congresso dos EUA.

 
Enquanto Nova Atlândida Sir Francis Bacon  parecia estar prenunciando a fundação da América, a novela de Jackson Curtis ‘Farewell Atlantis” parece estar antecipando sua destruição. Os Atlântida mesma forma que foi completamente submerso pela água, a América, hoje é a base da elite ocultista, vai sofrer um destino semelhante. Os poucos felizardos que vão embarcar em uma versão moderna da Arca de Noé, será dada a tarefa de fundarem um Novo Mundo – e o filme sutilmente afirma que as instituições irão continuar e que vai desaparecer.

O Desastre

Conforme o filme avança, a Terra começa a aquecer e fissuras começam a aparecer em Los Angeles. Embora seja óbvio que uma grande catástrofe esteja para acontecer, os meios de comunicação social (que estão em conluio com a elite, no filme e na vida real) minimizam tudo em ordem para manter a população calma e alheia ao fato de que o mundo está chegando ao fim. Mas não só elite  parece saber o que está acontecendo, há um cara  , vive nos bosques, um teórico da conspiração  (aparantemente, de acordo com os filmes de Hollywood, buscadores da verdade não pode estar ao nível de chefes, de pessoas racionais).
Charlie Frost é um teórico da conspiração ,um louco que hospeda um programa de rádio e que gerencia um site não-tão-fantástico. Ele realmente sabe a verdade e ele está certo sobre tudo, mas, no final, ele ainda é retratado como um completo imbecil. Conhecer a verdade não é “legal” em filmes de Hollywood.
 
Charlie Frost descreve tudo o que está para acontecer a Jackson Curtis e ainda oferece-lhe um mapa para as Arcas.
O mapa para as Arcas são convenientemente colocados em arquivos de “conspiração” por Charlie Frost, junto aos  documentos de Marilyn Monroe. Uma piscadela é pouco para um escravo da mente controlada .
 
Enquanto o mundo está caindo aos pedaços, os membros da elite receber uma mensagem importante e ultra-secreta em seus telefones móveis.
Quando as coisas ficam sérias, membros da elite são notificados de que é hora de embarcar nas Arcas e deixar o resto do mundo  morrer.
 
Quando o inferno está  solto na Terra, vários monumentos importantes são mostrados sendo destruídos. Essas cenas não são apenas espetaculares para assistir, mas eles também representam a queda de importantes instituições quando o mundo entrar na Era de Aquário. Em uma cena, o famoso monumento Brasileiro o “Cristo Redentor” é mostrada caindo em uma questão semelhante à maneira como as estátuas de Saddam Hussein cairam após a Guerra do Golfo.
Isso simboliza a queda do cristianismo, na sequência de uma nova era?
 
Em outra cena, a Basílica de São Pedro no Vaticano, o “epicentro” da fé católica, aprece desabando sobre fiéis e matando milhares de pessoas que se reuniam para orar.
Nesta cena simbólica, uma rachadura aparece na pintura icônica de Michelangelo na Capela Sistina,mesmo entre os dedos de Deus e Adão – o que pode representar a quebra da ligação entre a humanidade e o divino. O  Novo Mundo é da elite e está desprovido do toque de Deus?
 
Outras religiões também são mostrados sendo destruídas durante o filme. De acordo com um artigo no The Guardian , 2012 deveria conter uma cena que descreve a destruição da Kabaa, o local mais sagrado da religião muçulmana. No entanto, a cena foi sacada por medo de reação dos grupos islâmicos. O novo mundo da elite, portanto, não é apenas a destituição do do cristianismo, mas de todas as grandes religiões – um dos objetivos da Nova Ordem Mundial.
2012 não só mostram a destruição de monumentos religiosos, mas também dos marcos políticos. Essas cenas simbolizam a queda das nações regulares antes da formação um governo mundial único.
A Casa Branca, símbolo do poder dos EUA, é mostrado sendo atingida por um dos seus próprios navios de guerra levado por uma onda gigantesca. No novo mundo da elite, não se trata de competências nacionais e poderio militar: Trata-se de um único governo mundial e um exército único.
 
O presidente norte-americano dirigindo a Nação pela última vez. O “líder do mundo livre” simbolicamente fica em Washington DC para morrer com as pessoas normais. Em outras palavras, o representante (supostamente) democraticamente eleito pelo povo não tem lugar no governo da elite do novo mundo.

Arca de Noé da Elite

Várias dessas arcas gigantescas foram secretamente construídas na China.
 
Enquanto a maioria da população do mundo está sendo morta por inundações e terremotos, os “escolhidos” são levados para a China para embarcarem em arcas gigantescas.
Neste clara alusão à história bíblica da Arca de Noé, os animais são mostrados transportados para os navios de helicóptero.
 
O ingresso as Arcas está longe de ser justo e é reservado para aqueles que são “um deles”. Por exemplo, o cientista indiano que descobriu a vinda do cataclismo de 2012 é deixado para morrer, enquanto gananciosos bilionários russos têm acesso.
Claro que, como um membro de elite do mundo ocultista, a rainha da Inglaterra e os seus cães têm acesso aos navios. Porque sua habilidade de usar chapéu vai ser muito útil para a humanidade no futuro…
 
Um bando de inúteis cenas de “suspense” acontecem quando Curtis Jackson e sua família tentam entrar ilegalmente em uma arca. Vendo quantas pessoas foram deixadas para morrer, o cientista Adrian Helmsley faz um discurso inevitável sobre como nós seres humanos devemos ficar juntos e outros enfeites. No entanto, não o vemos dando o seu lugar para ninguém e todo mundo ainda morre … exceto a elite. Assim, apesar dos monólogos moralistas sobre como cuidar de si, o plano da elite continua bem no horário e somente aqueles que foram escolhidos para sobreviver o serão.
 
Após o desastre, a humanidade entra em uma nova era e redefine a sua agenda para 0001 ano. O calendário anterior foi baseado no nascimento de Jesus Cristo – que é esotericamente associado com a Era de Peixes. A redefinição do calendário significa que era de Cristo é finda. É o início da Era de Aquário.
 
No final do filme, o mundo inteiro está completamente submerso pela água, exceto para o Continente Africano. As Arcas partiram para o berço da civilização para começar de novo em um lugar simbolicamente chamado “Tôpo da esperança”. É este um final feliz? Depende se você está na elite ou for parte do 99% do resto do mundo que morreu.

A Era de Aquário

As escolas esotéricas ensinam que o “Grande Ano Solar” é o período de tempo durante o qual os ciclos do sol através de todas as constelações zodiacais, com duração de cerca de 25.000 anos. A cada 2.000 anos (mais ou menos) o sol entra em uma nova constelação zodiacal e a humanidade, um pouco inconscientemente, adota o simbolismo que se relaciona com esse sinal zodiacal. Por quase os últimos 2.000 anos, o sol estava na constelação de Peixes (representado por dois peixes), o que significa que estamos na Era de Peixes.Curiosamente, o cristianismo sempre foi representado pelo símbolo de um peixe (ou seja, o peixe de Jesus). A cada 2.000 anos, o sol migra para o signo anterior do zodíaco, o que significa que o mundo está configurado para entrar a Era de Aquário.
Ao mostrar a queda de símbolos cristãos e o surgimento de um novo mundo depois de uma inundação maciça, o filme 2012 parece estar anunciando a chegada da Era de Aquário.
O signo astrológico de Aquário é composto por um vaso derramando água. Na mitologia grega, o copeiro é dito ser a causa do dilúvio que provavelmente causou o desaparecimento da Atlântida.
 
Uma vez que o símbolo do signo de Aquário é um homem despejando água e metodologicamente associado com o lendário grande dilúvio  , é bastante apropriado para descrever a vinda da Era de Aquário com uma inundação que submerge a Nova Atlântida, também conhecida como América.

Conclusão

Enquanto 2012 é muitas vezes descrito como uma grande orgia de explosões e efeitos especiais, o filme, no entanto, contém uma grande quantidade de mensagens e momentos simbólicos. Suas referências históricas, bíblicas, conceitos mitológicos e esotéricos dão ao filme um sentido mais profundo, aquele sentido que se encaixa com a visão de mundo da elite ocultista de hoje . Enquanto o mundo não irá acabar e queimar em 23 de dezembro de 2012, o filme usa o susto relativo causado pelo calendário maia, para comunicarem os seus planos para o futuro: A queda das religiões, a dissolução das Nações e a glorificação de uma elite selecionada nas costas das massas ignorantes. Tudo o que acontece no filme é notavelmente a par com “dez mandamentos” encontrado na Pedras Guias da Geórgia (veja o artigo Construções sinistras – As Pedras Guias da Geórgia ). Aqui estão algumas delas: “Manter a humanidade sob limite de 500.000.000 habitantes em perpétuo equilíbrio com a natureza”“Unir a humanidade em uma só língua “ e assim por diante. A maneira como as coisas vão para baixo também é uma reminiscência das histórias simbólicas contadas nos murais proféticos encontrados no Aeroporto Internacional de Denver (leia o artigo aqui ) e os murais do Bank of America (leia o artigo aqui ). Ambas as peças retratam um período de grande tribulação, a destruição, e a opressão que é seguido pela fundação de um novo mundo baseado em princípios da elite.
Em um nível mais esotérico, o filme compara a América com a Atlântida, uma civilização avançada que foi destruída por uma grande inundação. Os sobreviventes da antiga Atlântida, que se dizem serem os autores do ocultismo das sociedades secretas, passam a perpetuar o seu conhecimento em todo o mundo.
E, enquanto labaredas solares se fala como sendo a causa do desastre de 2012, grandes inundações são a causa da destruição da Terra. Através desse simbolismo, o filme parece anunciar o fim da Era de Peixes e a chegada da Era de Aquário.
Há, portanto, muito mais para 2012 do que inicialmente encontra o olho. Infelizmente, como é freqüentemente o caso na mídia de massa, as mensagens que estão sendo comunicados não são esclarecedoras, nem inspiradoras. Muito pelo contrário, o filme basicamente conta a história de uma conspiração gigantesca, do público, se  encobre a verdade . No final, a elite salva seu próprio rabo e deixa milhares de milhões de pessoas a morrerem. Para completar, essa conspiração é apresentada como a única solução viável para essa crise. É o público que está sendo preparado para uma grande crise que será resolvida com a proclamação de uma Nova Ordem Mundial? Como o cartaz promocional do filme afirma claramente: “fomos avisados”.
Esse post foi publicado em Ocultismo, Simbologia Ocultista. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s