Quem é Baphomet?




Baphomet é um demônio, mais conhecido como um ídolo do ocultista Eliphas Levi. A origem da palavra Baphomet ficou perdida, e muitas especulações podem ser feitas, desde uma corruptela de Muhammad(Maomé – o nome do profeta do Islã), até Baph+Metis do grego “Batismo de Sabedoria”. Outra teoria nos leva a uma composição do nome de três deuses: Baph, que seria ligado ao deus BaalPho, que derivaria do deus Moloch; e Met, advindo de um deus dos egípcios,Set.
Ficou muito famoso pela relação com a maçonaria e os templários, porque Em 1307 uma série de acusações daria início a cruel perseguição imposta pelo Papa Clemente V (Arcebispo de Bordéus, Beltrão de Got) e pelo Rei de França Felipe IV, mais conhecido como Felipe o Belo, contra a Ordem dos Cavaleiros do Templo, também chamada de Ordem dos Pobres Cavaleiros de Cristo, ou, simplesmente, Templários. O processo inquisitorial movido contra os Templários foi encerrado em 12 de setembro de 1314, quando da execução do Grão-Mestre da Ordem do Templo, Jacques de Molay, juntamente com outros dois Cavaleiros, todos queimados pelas chamas da Inquisição.

No longo rol de acusações estavam: a negação de Cristo, recusa de sacramentos, quebra de sigilo dos Capítulos e enriquecimento, apostasia, além de práticas obscenas e sodomia. O conjunto das acusações montaria um quadro claro do que foi denominado de desvirtuação dos princípios do cristianismo, os quais teriam sido substituídos por uma heterodoxia doutrinária de procedência oriental, sobremodo islâmica.
No entanto, dentre as inúmeras acusações movidas contra os Templários, uma ganharia especial notoriedade, pois indicava adoração a um tipo de ídolo, algo diabólico, entendido como um símbolo místico utilizado pelos acusados em seus supostos nefastos rituais. Na época das acusações, costumava-se dizer que em cerimônias secretas, os Templários veneravam um desconhecido demônio, que aparecia sob a forma de um gato, um crânio ou uma cabeça com três rostos. Na acusação, embora seja feita menção a adoração de uma “cabeça”, um “crânio”, ou de um “ídolo com três faces”, nada é mencionado, especificamente, sobre a denominação Baphomet.
Porém ocultistas e satanistas usam sua estrela para a invocação de outros espíritos usando como um portal, ou mesmo para realizar planos ambiciosos.


Para os membros da seita de Satanás, Baphomet é um dos príncipes de Lúcifer na terra. sua história para os satanistas vem do livro Goética de Salomão, onde Salomão tinha aprisionado 72 espíritos e somente com a estrela de Baphomet poderia abrir o portal. 
Veja um símbolo de invocação:

Um dos primeiros maçons americanos foi o próprio 1° presidente do EUA; George Washington, que deu nome a cidade de Washington, essa mesma cidade construída e inspirada por maçons que puseram simbolismo em toda a cidade, vejam:

Planta da Cidade de Washingtom e estrela invertida
estátua de George Washington e a semelhança com Baphomet

Baphomet representa matérias opostas, ou seja o bem e o mal, as trevas e a luz.
repare que ele tem seios femininos e o órgão genital masculino, reparem que ele é humano e ao mesmo tempo é animal, sua mão aponta o céu e a terra, ou seja esse é o intuito de Lucífer quando tenta copiar a frase de Jesus cristo , pois ele disse assim na terra como no Céu, e Lúcifer também quer passar essa imagem para todos seus adoradores e para isso usa seu príncipe Baphomét.

O Principal utilizador e devoto de Bapohmet era Aleiter Crowley, um satanista e ocultista conceituado por dar origem a Estória do Mágico de Oz. vejam os vídeos

Baphomet Por Eliphas Levi
Na classificação e explicação das gravuras de seu livro Dogma e Ritual da Alta Magia, Eliphas Levi classifica a imagem de Baphomet como a figura panteística e mágica do absoluto. O facho representa a inteligência equilibrante do ternário e a cabeça de bode, reunindo caracteres de cão, touro e burro, representa a responsabilidade apenas da matéria e a expiação corporal dos pecados. As mãos humanas mostram a santidade do trabalho e fazem o sinal da iniciação esotérica a indicar o antigo aforismo de Hermes Trismegisto: o que está em cima é igual ao que está embaixo. O sinal com as mãos também vem a recomendar aos iniciados nas artes ocultas os mistérios. Os crescentes lunares presentes na figura indicam as relações entre o bem e o mal, da misericórdia e da justiça. A figura pode ser colorida no ventre (verde), no semicírculo (azul) e nas penas (diversas cores). Possuindo seios, o bode representa o papel de trazer à Humanidade os sinais da maternidade e do trabalho, os quais são signos redentores. Na fronte e embaixo do facho encontra-se o signo do microcosmo a representar simbolicamente a inteligência humana. Colocado abaixo do facho o símbolo faz da chama dele uma imagem da revelação divina. Baphomet deve estar assentado ou em um cubo e tendo como estrado uma bola apenas ou uma bola e um escabelo triangular.

Eliphas Levi lista as mais freqüentes representações do Baphomet:
1. um ídolo com cabeça humana;
2. uma cabeça com duas faces;
3. com barba;
4. sem barba;
5. com a cabeça de um bode;
6. com a cabeça de um homem;
7. com a cabeça de um bode e o corpo de homem.



Fonte: http://www.ocultura.org.br/index.php/Baphomet
http://www.casadobruxo.com.br/textos/magia102.htm

Esse post foi publicado em Baphomet. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s